-->

28 de outubro de 2016

Na capital: Policiais reagem à voz de prisão e trocam tiros com a CGD; militar é baleado

Dois policiais civis e um militar, supostamente flagrados extorquindo um criminoso, trocaram tiros com uma equipe da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança (CDG), durante uma abordagem ocorrida nesta sexta-feira (28), no bairro Messejana. Os policiais reagiram à voz de prisão e um PM ficou ferido no tiroteio. O militar foi encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF) e não corre risco de morte. 

Segundo uma fonte da Secretaria de Segurança e Defesa Social (SSPDS), a Coordenadoria de Inteligência (Coin) apurava outro crime, quando tomou ciência da possível extorsão e acionou à CGD, que é o órgão competente para a abordagem. 

De acordo com a CGD, os policiais flagrados em ato delituoso estavam em uma viatura descaracterizada da Polícia Civil. “Na abordagem, o motorista buscou fugir, tentando atropelar os policiais da CGD e, após colidir com uma árvore, os ocupantes do carro tentaram deixar o local com arma em punho, mas foram capturados”, informou a CGD. O procedimento foi registrado na Delegacia de Assuntos Internos (DAI).

A fonte da SSPDS disse que o ocorrido entristece a Secretaria. “Corrupção é crime. Temos bons policiais, que trabalham certo, mas infelizmente ainda temos essa meia dúzia que mancha a imagem das Corporações”, afirmou o servidor. 

Diário do Nordeste

Contas de luz ficam mais caras em novembro

A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz no mês de novembro será a amarela, com custo de R$ 1,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A medida se deve às condições hidrológicas menos favoráveis, o que determinou o acionamento de usinas termelétricas, mais caras.

Desde abril deste ano, a bandeira tarifária estava verde, ou seja, não havia custo extra para os consumidores. No ano passado, todos os meses tiveram bandeira vermelha, primeiramente com cobrança adicional de R$ 4,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3 a cada 100 kWh.

O sistema de bandeiras tarifárias foi adotado em janeiro de 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, mai cara do que a energia de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia elétrica em função das condições de geração de eletricidade. Por exemplo, quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país.

Cobrança

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de cobrar um valor que já era incluído na conta de energia, por meio do reajuste tarifário anual das distribuidoras. A agência considera que a bandeira torna a conta de luz mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente.

G1/CE

Polícia investiga suspeito por abuso sexual de quatro crianças em Banabuiú

A Polícia Civil deste Município do Sertão Central está investigando uma denúncia contra um homem de 50 anos que é apontado como suspeito de ter abusado sexualmente de quatro crianças. O caso estaria acontecendo desde o início da semana. De acordo com a Polícia, o homem seria morador da localidade de Laranjeiras, zona rural da cidade, e abusava as crianças sob ameaça, quando os familiares das vítimas saíam de casa.

De acordo com o delegado Francisco Vasconcelos o caso começou a ser apurado após uma denúncia feita ao conselho tutelar da cidade. “Como não houve flagrante, a Polícia passou a apurar o caso após notificar as possíveis vítimas e ouvir a versão deles”, disse o delegado. Vasconcelos disse que ainda está concluindo as apurações para decidir se deve pedir a prisão preventiva do homem.

O homem morava vizinho às crianças. Todas são menores de 14 anos. Conforme o delegado, o suspeito saía com as vítimas e chegava a brincar com elas. “Os pais não desconfiavam do homem e as crianças chegavam a ficar sozinhas com ele”, disse o titular da Polícia. Em depoimento as crianças disseram que o suspeito fazia ameaças caso elas não deixassem que ele praticasse o ato. Alguns pais trabalhavam e chegavam a deixar as crianças com o homem, sem saber do que acontecia.


O suspeito se apresentou nesta sexta-feira (28) na Delegacia na presença de um advogado. Ele não possui antecedentes criminais. As crianças realizaram um Exame de Corpo de Delito no Instituto Médico Legal (IML) de Quixeramobim e o resultado deve sair em dentro de 30 dias. O resultado do exame deverá decidir o que será feito com o suspeito.

Diário do Nordeste

Justiça determina cancelamento de vaquejada em Solonópole sob pena de multa

Solonópole. A Comarca deste Município determinou, através de liminar, que a vaquejada que seria realizada a partir desta sexta-feira (28) fosse suspensa. Caso a decisão seja descumprida a justiça prevê uma multa de R$ 100 mil por dia. A liminar foi concedida pelo juiz Sérgio da Nóbrega Farias em atenção a um pedido da promotora de justiça Regina Mariana Araújo. De acordo com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) a liminar é direcionada contra o empresário Aníbal Pinheiro Fernandes, idealizador do evento, e contra o Município de Solonópole por autorizar a realização da vaquejada.

Em sua decisão o juiz Sérgio da Nóbrega determina que Aníbal Pinheiro “se abstenha imediatamente de realizar a vaquejada sob pena de multa, além da responsabilização civil e criminal”. O magistrado também orienta que a Prefeitura de Solonópole não pode conceder “nenhuma autorização para a realização de vaquejadas em todo o seu espaço territorial”. A  justiça prevê multa de R$ 100 mil diários também para a Prefeitura, caso a determinação não seja obedecida.

Festa já estava cancelada

Segundo a promotora de Justiça, “mesmo ciente do julgamento da questão no Superior Tribunal Federal, o organizador do evento insistiu em sua realização”. Por telefone, Aníbal Pinheiro disse que a vaquejada já havia sido cancelada desde a semana passada. “Antes do evento em Brasília, a Associação Brasileira de Vaqueiros (Abvaq) me ligou pedindo para eu cancelar a festa. Eu fiz uma publicação de uma nota explicando e não vou fazer mais”, confirmou o empresário.

Na mesma ação, a Promotoria de Justiça entendeu que a Prefeitura deveria ser incluída na ação já que a gestão seria dona do espaço para o evento acontecer, além e prever a realização da festa. “Como se não bastasse a expedição de uma autorização para a realização da festa, o local do evento pertence ao demandado, assumindo, ademais, parte do ônus financeiro por sua realização, o que contraria toda a ordem jurídica vigente e, por conseguinte, dispensa maiores argumentos quanto à necessidade da intervenção judicial para reverter esta situação”. Aníbal, no entanto, rebate. “O terreno não é da prefeitura o terreno é nosso, é particular”.

Apesar da determinação do MPCE, o Diário Sertão Central mostrou que no dia 21 de outubro o empresário já havia resolvido cancelar a festa. O filho de Aníbal Pinheiro contou que “questões pessoais” foram levadas em conta, mas disse que o cumprimento das ordens judiciais estariam entre as razões. Naquele dia já circulava em grupos de WhatsApp da região uma nota, como sendo de Aníbal, confirmando o cancelamento da vaquejada. “Estamos todos empenhados pela mesma causa e voltados exclusivamente ao nosso evento de Brasília”, dizia a nota.

Diário do Nordeste

Seis criminosos são executados por rivais em João Câmara (RN)

Seis criminosos foram assassinados por rivais na tarde desta quinta-feira (27) no município de João Câmara, localizado na região Agreste do Estado. De acordo com a polícia, as vítimas são suspeitas de cometer vários crimes na região e também eram envolvidos com a facção Sindicato do Crime do Rio Grande do Norte.

Segundo informações preliminares, os criminosos foram executados por adversários do Primeiro Comando da Capital (PCC). As vítimas foram rendidas e executadas no meio da rua. Eles ainda correram para tentar fugir, mas não conseguiram escapar dos tiros.

O Capitão Fonseca, comandante da 2ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) revelou a imprensa que as vítimas foram executadas por seis suspeitos. Quatro deles chegaram em um carro branco e outros dois em uma motocicleta.

No local do crime, ninguém informou as características dos veículos. E, de acordo com o comandante, um dos suspeitos ainda foi encaminhado ao hospital com vida.

Moto Bros é tomada de assalto na Lagoa da Várzea em Russas

Um homem de 30 anos, foi vítima da assalto a mão armada na noite desta quinta-feira, 27, na localidade de Lagoa da Várzea, zona rural de Russas (CE).

A vítima, informou a policia, que trafegava em sua moto Honda Bros, de cor preta, ano 2008, placa NRC/0964, quando foi rendido por dois indivíduos trafegando em uma moto Fan, preta, armados de revólver, que subtraíram sua moto e se evadiram em direção à localidade de Jardim de São José.

A Polícia realizou rondas em toda a região no intuito de prender os suspeitos e recuperar a moto roubada, mas até o presente momento sem êxito.

Com Informações do 1ºBPM