-->

31 de janeiro de 2020

Polícia Federal prende jovem com R$ 1 mil em cédulas falsas em residência no Bairro Bonsucesso

Suspeito foi autuado pelo crime de moeda falsa, com pena de 3 a 12 anos de prisão

Jovem foi preso em flagrante portando R$ 1 mil em cédulas falsas em Fortaleza.
Divulgação/PF

A Polícia Federal prendeu, em flagrante, um jovem de 23 anos no momento em que recebia, em uma residência, uma encomenda via postal com 50 cédulas falsas no bairro Bonsucesso, em Fortaleza, na manhã desta sexta-feira (31). 

Conforme a Polícia Federal, as cédulas eram de R$ 20 e totalizaram o valor de R$ 1 mil.

O jovem, cuja identidade não foi revelada, foi conduzido para a sede da Superintendência da Polícia Federal no Ceará, onde foi autuado pelo crime de moeda falsa, com pena de 3 a 12 anos de prisão.

Fonte; DN


Ex-Fortaleza, Daniel Sobralense é o novo reforço do Guarany de Sobral

O Guarany de Sobral fechou contrato com o meia Daniel Sobralense, de 36 anos, ex-Fortaleza. O meia foi duas vezes campeão da Copa da Suécia. Em 2019, esteve no Atlético-CE e está de volta ao clube que projetou o atleta para o futebol.

O atleta de 36 anos tem vasta experiência em clubes cearenses no currículo. Somente no Ceará, passou por quatro times, incluindo o próprio Atlético-CE quando este ainda se chamava Uniclinic, em 2004. E também em 2019. Sobralense é reconhecido no futebol local pelas passagens pelo Fortaleza, onde foi quatro vezes campeão estadual (2004, 2007, 2015 e 2016) e era um dos ídolos da equipe tricolor na disputa da Série C do Brasileirão.

Além da boa reputação no estado, o meia-atacante fez sucesso também fora do país. No futebol sueco, conquistou ligas nacionais e chegou a disputar a Liga Europa e a Liga dos Campeões.

(Globo Esporte


Cruzeiro é punido e terá que disputar 7 jogos sem torcida

Clube foi condenado três vezes somente nesta semana.
Pelo terceiro dia seguido, o Cruzeiro foi julgado e punido por conta do comportamento de torcedores na reta final do Brasileiro de 2019. Nesta manhã de sexta-feira (31), o STJD determinou que o clube cumpra mais três mandos de campo com os portões fechados.

Somadas às outras penas, já são sete partidas sem a torcida celeste na Série B de 2020. O caso julgado mais recentemente foi por conta do jogo contra o CSA. Na ocasião, o Cruzeiro foi derrotado por 1 a 0, e os torcedores arremessaram sinalizadores em campo, além de outros objetos. Cadeiras também foram quebradas no Mineirão, o que causou a paralisação da partida por alguns minutos. Além da punição, o Cruzeiro também foi multado em R$40 mil.

Vale lembrar que o Cruzeiro já perdeu um mando de campo com portões fechados por causa da confusão na partida contra o Atlético-MG e outros três devido aos incidentes no jogo diante do Palmeiras, que decretou o rebaixamento celeste.

No entanto, somente a punição do clássico mineiro é definitiva. O departamento jurídico celeste ainda irá recorrer para tentar reduzir as outras duas penas.

*Folhapress


Assassino e chefe de facção, Darlan "Dentes de Ouro" continua sendo caçado pela Polícia em Caucaia



Darlan Alban Batista Guerra, o “Dentes de Ouro”, apontado como de altíssima periculosidade, assassino frio e traficante de drogas, comanda o braço de uma facção criminosa que já matou mais de 40 pessoas em Caucaia. Atualmente, é um dos bandidos mais procurados no Ceará. Na tarde de ontem, teria escapado de um cerco policial no QG de sua quadrilha, montado em um sítio no Distrito de Genipabu.

Com ligações interestaduais, Darlan tem desafiado as autoridades da Segurança Pública e se tornou um dos principais chefes de facção ainda em liberdade no Ceará. Nesta semana, ele sofreu duas importantes “baixas” em seu grupo criminoso e nos seus negócios do tráfico de drogas. Seu principal comparsa, identificado por Heldervan Barbosa do Nascimento, 19 anos, o “Pança”, foi capturado num cerco de policiais militares do 12º BPM (Caucaia) e do Regimento de Polícia Montada (RepMont), em Caucaia. O bandido foi detido com quatro adolescentes, todos armados, no bairro Padre Júlio Maria.

Nesta quinta-feira (30), os “negócios” do criminoso sofreram um grande prejuízo. A Polícia cercou o sítio onde o bando havia se instalado, no Genipabu, e apreendeu um carregamento de drogas que totalizou 183,7 quilos de maconha prensada oriunda do Mato Grosso do Sul. A carga está avaliada em cerca de R$ 600 mil. A operação foi realizada por policiais do Comando Tático Motorizado (Cotam).

Quadrilha

Darlan “trabalha” para outro traficante já conhecido das autoridades da Segurança Pública do Ceará. Trata-se do bandido identificado por Silas Ferreira de Aquino, que em 2016 foi capturado e chegou a ser enviado a uma penitenciária de segurança máxima, em Mato Grosso. Silas é pai de Kildare William Cavalcante Rebouças, que também foi preso em Caucaia recentemente, representando mais uma “baixa” na quadrilha de Darlan.

Conhecido por gostar de ostentar luxo, Darlan continua sendo procurado em Caucaia e outros Municípios da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

(Blog Fernando Ribeiro)


Polícia conclui que dois engenheiros e um pedreiro causaram o desabamento do Edifício Andréa, que deixou 9 mortos



Dois engenheiros e um pedreiro foram indiciados em inquérito da Polícia Civil como responsáveis pelo desabamento do Edifício Andréa, tragédia ocorrida na manhã do dia 15 de outubro, na zona nobre de Fortaleza. O prédio residencial de sete andares não resistiu quando suas estruturas foram alteradas em uma obra de reforma. Nove pessoas morreram soterradas nos escombros do imóvel e outras sete ficaram feridas.

De acordo com o inquérito policial concluído nesta quinta-feira (30) e enviado para a Justiça, os engenheiros civis José Andresson Gonzaga dos Santos e Carlos Alberto Loss de Oliveira, além do pedreiro Amauri Pereira de Souza, tiveram papel “determinante” para a ocorrência do desabamento. Os três estavam trabalhando na reforma do edifício.

As investigações duraram dois meses e 15 dias, período em que a Polícia Civil tomou o depoimento de 40 pessoas, entre sobreviventes da tragédia, peritos, engenheiros e os três acusados. O inquérito foi instaurado no 4º DP (Pio XII) e demorou por conta do trabalho minucioso realizado pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

De acordo com os peritos, o desabamento do prédio ocorreu por cinco fatores. Foram eles: “falha da empresa responsável pela obra de reforma; técnica equivocada nas obras de restauração que prejudicou a estabilidade da estrutura; ausência de escoramento nos pilares; acréscimo de carga (peso) na área da cobertura; e falta de manutenção no imóvel”.

Indiciamento e mortes

Os três acusados de contribuírem para o desabamento do prédio foram indiciados nos seguintes crimes: provocar desabamento por erra de execução (artigo 29 da Lei das Contravenções Penais), causar desabamento ou desmoronamento, além de expor vidas em perigos ou causar mortes (artigos 256 e 258 do Código Penal Brasileiro/CPB).

O delegado titular do 4º DP, José Munguba Neto, informou que ainda nesta quinta-feira (30),o inquérito seria entregue à Justiça com a ressalva de que os três indiciados poderão ainda responder por outros crimes, dependendo da avaliação a ser feita pelo Ministério Público.

O desabamento do edifício Andréa, que era localizado na Rua Tibúrcio Cavalcantr2405, no bairro Dionísio Torres, na manhã de 15 de outubro de 2019, causou a morte de seis moradores, duas pessoas que estavam trabalhando no imóvel e de homem atingido pelos escombros na rua.

Veja a lista dos mortos no desabamento:

1 – Frederickson de Santana Santos, 30 anos (ajudante do caminhão soterrado)

2 – Isaura Marques Bezerra, 81 anos (moradora do apartamento 501)

3 – Antônio Gildásio Holanda da Silveira, 60 anos (morador do apartamento 301)

4 – Nayara Pinho Silveira, 31 anos (moradora do apartamento 301)

5 – Rosane Marques de Menezes, 56 anos (moradora do apartamento 501)

6 – Maria da Penha Bezerril Cavalcante, 81 anos (moradora do apartamento 101)

7 – Vicente de Paula Vasconcelos de Menezes, 86 anos (morador do apartamento 501)

8– Maria das Graças Rodrigues, 70 anos, síndica do prédio (moradora do apartamento 502)

9 – José Eriverton (cuidador de idosos, estava no local trabalhando)

Veja a lista dos feridos no desabamento:

1 – Fernando Marques, 20 anos

2 – Antônia Peixoto Coelho, 72 anos

3 – Cleide Maria da Cruz Carvalho, 60 anos

4 – Davi Sampaio, 22 anos

5 – Gilson Moreira Gomes, 58 anos

6 – Francisco Rodrigues Alves, 59 anos

7 – João Ycaro Coelho de Menezes, 35 anos.

(Fernando Ribeiro


Policiais do Cotam cercam o QG de bandidos em Caucaia e apreendem carregamento de drogas

A carga de 183 quilos de maconha, avaliada em R$ 600 mil, veio do Mato Grosso do Sul.
Policias militares do Batalhão do Comando Tático Motorizado (BPCotam) e do Serviço Reservado, do Comando de Policiamento Especializado de Choque (CPChoque), realizaram na tarde desta quinta-feira (30), uma grande apreensão de drogas em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Os PMs acabaram desmontando o QG de uma quadrilha ligada à facção criminosa responsável por vários assassinatos naquele Município.

A apreensão de aproximadamente 184 quilos de maconha aconteceu quando os policiais do Serviço Reservado do BPCotam faziam buscas para prender uma quadrilha chefiada pelo traficante, homicida e chefe de facção, além d e foragido da Justiça, Alban Darlan Batista Guerra. Trata-se do bandido mais procurado em Caucaia e que tem desafiado as autoridades.

O QG da quadrilha de Darlan funcionava em um local vigiado por várias câmeras e monitores, localizado na Rua Raimunda Rodrigues, no bairro Genipabu. Um caminhão-baú, com placas do estado de Mato Grosso do Sul, chamou a atenção dos policiais militares, que ao fazerem uma revista do compartimento de cargas encontraram cerca de 228 “tijolos” de maconha prensada.

Caçada continua

No momento do cerco policial, os criminosos monitoravam o local através das câmeras e perceberam a chegada da Polícia. Acabaram fugindo, deixando para trás o carregamento de drogas, que, segundo a Polícia, está avaliado em cerca de R$ 600 mil.

De acordo com o comandante do BPCotam, tenente-coronel PM Eduardo Barreto, as buscas ao traficante Darlan vão continuar em Caucaia. A Polícia já sabe que o criminoso caçado no Ceará tem ligações com bandidos de outros estados. Um deles está preso em uma penitenciária federal de segurança máxima do Mato Grosso do Sul.

(Fernando Ribeiro)