-->

9 de setembro de 2015

Homicídio à bala no Bairro da Varzea Alegre

Atualizado 07h19 10/09/15 

Por volta das 20h45min, na rua Ocion Lopes da Silveira, Russas-CE, nas proximidades doe um deposito de bebidas, foi vítima de homicídio a bala VALDEMAR MAIA, vulgo TAIOBA, 46 anos, solteiro, agricultor, natural de Russas-CE, residente no conjunto habitacional Abdon Valério (Mutirão Velho), quando alguns indivíduos (não se sabe precisar quantos) chegaram em motos e efetuaram disparos de arma de fogo contra VALDEMAR, o qual veio a óbito no local. Os Policiais Militares compareceram no local, enquanto as demais viaturas realizavam diligencias, contudo sem êxito sobre informações dos autores do ilícito. No local foram encontradas 03 capsulas de cal. 9mm.
Com Informações do 1oBPM



Homem 'sequestra' a filha para mostrar riscos da paquera na internet


Um homem "sequestrou" a própria filha, de 18 anos, para dar a ela uma lição sobre os riscos da paquera às cegas na internet.

A ação foi toda filmada. O pai contou com a ajuda de um amigo, Patty Mayo, para realizar o "sequestro".

O homem criou perfis falsos no famoso aplicativo de paquera Tinder e passou a assediar a filha. Após quatro tentativas, finalmente a jovem mordeu a isca e resolveu se encontrar com o "interessado" nela.

Os dois "sequestradores" abordaram a "vítima" em uma rua.

Ao ser posta à força na van, Patty põe um telefone diante da filha do amigo: do outro lado da linha está a mãe da jovem. Pegadinha! Tchan!

Assista à "experiência social":


O Globo Online

Cearenses estão entre os ganhadores da Lotofácil


Duas apostas do Ceará e outras 48 de todo o país acertaram as 15 dezenas do concurso 1255 da Lotofácil da Independência, sorteados na noite desta terça-feira (8), na TV Osasco, em São Paulo, e vão dividir o prêmio estimado de R$ 85 milhões.

Cada vencedor vai receber, portanto, R$ 1.757.073,66, de acordo com a Caixa Econômica Federal.

Os números sorteados foram: 01 – 02 – 04 – 06 – 07 – 09 – 10 – 13 – 14 – 16 – 18 – 20 – 21 – 23 – 25. Ainda foram premiados apostadores que acertaram 14, 13, 12 e 11 dezenas da Lotofácil.

Mais ganhadores
Além do Ceará, também houve ganhadores em Alagoas (1), Amazonas (1), Bahia (2), Espírito Santo (3), Distrito Federal (1), Goiás (1), Maranhão (1), Minas Gerais (4), Mato Grosso do Sul (5), Mato Grosso (1), Pará (1), Paraná (5), Rio de Janeiro (3), Rio Grande do Sul (2), Santa Catarina (1), Sergipe (1) e São Paulo (16).

Assim como os demais concursos especiais das Loterias da Caixa, o prêmio principal da Lotofácil da Independência também não ficaria acumulado. Caso não houvesse ganhadores na faixa principal, o valor seria dividido entre os que acertassem 14 números e assim por diante.

O próximo sorteio da Lotofácil acontece nesta quarta-feira (9) e traz uma curiosidade: se alguém acertar sozinho vai levar um prêmio maior do que o do concurso anterior: R$ 2 milhões. A aposta com 15 dezenas custa R$ 2.

Concursos da Dupla-Sena, Timemania e Quina também foram sorteados na noite de terça, mas, em nenhum deles, houve vencedor na faixa principal.

G1/CE

Governo do Ceará é condenado a pagar R$ 100 mil a agente penitenciário ferido em rebelião


O Governo do Ceará foi condenado a pagar R$ 100 mil de indenização a um agente prisional ferido durante uma rebelião ocorrida em 2006, no Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS), em Fortaleza. A decisão, desta terça-feira (8), foi da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). Para o relator do caso, desembargador Durval Aires Filho, “houve omissão estatal quanto à segurança do autor”. Cabe recurso à decisão.

De acordo como processo, em 9 de junho de 2006, presos realizaram rebelião na unidade prisional e fizeram agentes penitenciários de reféns. Durante a ação, ocorreram agressões com golpes de facas artesanais e barras de ferro. Ao entrar com a ação contra o Estado na Justiça, o agente alegou ter ficado com sequelas físicas e mentais. Argumentou que, por consequência dos traumas sofridos, teria ficado inválido para qualquer outra atividade de trabalho. O Governo do Estado pediu a improcedência da ação, alegando responsabilidade de terceiros.

Condenação
Em setembro de 2014, o juiz Francisco Martônio Pontes de Vasconcelos, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza, condenou o Estado a pagar 200 salários mínimos, a título de danos morais. “A indenização a ser fixada no caso em epígrafe, a meu juízo, deve ser a mais ampla possível, a fim de abranger as necessidades pessoais do autor, além de ressarcir os prejuízos aventados”, explicou o magistrado. Para reformar a sentença o Estado ingressou com apelação, com os mesmos argumentos utilizados anteriormente.

Ao julgar o caso, a 7ª Câmara Cível determinou o pagamento no valor de R$ 100 mil, acompanhando o voto do desembargador relator. “A negligência estatal está caracterizada por deixar de oferecer aos servidores as necessárias condições para a realização do seu ofício e, ainda que se trate de função que envolva situações de risco, uma rebelião é um acontecimento anormal decorrente da estrutura deficiente do sistema prisional”.

G1/CE

REFORMA DE PAPA FRANCISCO PERMITIRÁ ANULAR CASAMENTO EM 45 DIAS


Na maior reforma da lei de anulação de casamento da Igreja Católica em mais de dois séculos, o papa Francisco pediu para que o novo procedimento termine em até 45 dias nos casos mais simples.


Nesta terça-feira (8), o Vaticano divulgou o documento redigido pelo pontífice, conhecido como Motu Proprio —”de sua própria iniciativa”, em latim—, que altera a maneira como os católicos obtêm anulações.

O processo tem sido historicamente considerado longo, caro e longe do alcance de muitos católicos que querem casar novamente, especialmente em países pobres, onde a igreja não tem tribunais próprios estabelecidos.

Na carta, Francisco insiste que o casamento permanece uma união indissolúvel e que a reforma não visa ajudar a encerrá-lo, mas somente acelerar e simplificar o processo.

A maior mudança anunciada é a criação de um novo procedimento expresso que, comandado por um bispo, pode ser completado em 45 dias. Ele poderá ser usado quando ambos os cônjuges solicitam a anulação ou não se opõem a ela, ou quando as provas da invalidez do casamento tornam desnecessárias investigações adicionais.

Francisco também pediu que todas as taxas relativas à anulação sejam proteladas, exceto pelo pagamento “justo” das custas do processo.

Outro ponto da reforma é a remoção do recurso automático após a primeira decisão. As novas regras ainda permitem ao bispo ser o juiz do caso, nas regiões do mundo onde um tribunal de três eclesiásticos não estiver disponível. Ele também pode delegar o processo a um padre e dois assistentes.

Uma anulação, conhecida formalmente como “decreto de nulidade”, é o veredicto de que um casamento não é válido nos termos da lei da igreja porque certos pré-requisitos, como livre arbítrio, maturidade psicológica e disposição de ter filhos, não foram cumpridos. Isso permite aos antigos cônjuges voltar a se casar na igreja.

DIVÓRCIO
O catolicismo não reconhece o divórcio, portanto, aqueles que se separam e casam novamente são considerados pecadores pelo Vaticano e não têm acesso a alguns dos sacramentos, como a comunhão.
Uma anulação oficial do Vaticano poderia durar anos atualmente, além de ser financeiramente dispendiosa —sem a certeza de que seja deferida pelo Vaticano.

O monsenhor Pio Vito Pinto, deão da corte do Vaticano que julga as anulações, afirmou à imprensa que esta é a maior mudança nas regras desse tipo de processo desde o papado de Bento 14, que comandou a igreja entre 1740 e 1758.

O papa Francisco já havia pedido anteriormente o fim da taxação dos processos, argumentando que os católicos tinham direito ao acesso amplo à justiça.

Ele também já havia declarado, citando seu antecessor como arcebispo de Buenos Aires, que metade dos casamentos celebrados atualmente na igreja são essencialmente inválidos, pois os cônjuges entram nele sem se dar conta que é um comprometimento vitalício.

No último dia 1º, o pontífice já havia anunciado outra medida progressista: a concessão aos padres do poder de absolver mulheres que abortam e médicos envolvidos no procedimento, durante o próximo ano do Jubileu. (da Folha)

Fonte: Monólitos Post

Senado conclui votação de projeto que acaba com doações eleitorais de empresas



O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira, 8, relatório final da proposta de reforma política que estabelece mudanças nas regras eleitorais e acaba com a possibilidade de doações de empresas tanto para candidatos quanto para partidos políticos. O projeto segue para discussão da Câmara.

As mudanças na Lei Eleitoral defendidas pelos senadores foram discutidas e aprovadas na última quarta-feira, 2, em sessão que durou cerca de seis horas. De acordo com o entendimento dos senadores, os candidatos poderão receber apenas recursos do Fundo Partidário e de pessoas físicas para campanhas eleitorais. Neste caso, as contribuições ficam limitadas a 10% dos rendimentos brutos auferidos no ano anterior à eleição.

O projeto elaborado pelos senadores também prevê uma janela permanente para troca de partidos. Será permitida a migração de legenda a cada dois anos, 13 meses antes da data das eleições - ou seja, um mês antes do período de filiação exigido para um político se candidatar.

Foram definidas ainda mudanças do período da propaganda eleitoral, que passou a ser permitida após o dia 15 de agosto do ano da eleição. Nas regras atuais, a propaganda se inicia no dia 5 de julho. A proposta do Senado também acaba com possíveis punições aos pré-candidatos que realizarem campanha antecipada.

"Não configuram propaganda eleitoral antecipada, desde que não envolvam pedido explícito de voto, a menção à pretensa candidatura, a exaltação das qualidades pessoais dos pré-candidatos", diz trecho do proposta.

Os senadores também aprovaram alterações nas regras a respeito da realização de pesquisas de intenção de voto. "É vedada aos veículos de comunicação a contratação de entidade ou de empresa para realizar pesquisa de opinião pública relativa às eleições ou aos candidatos, para conhecimento público, que tenha prestado, nos 12 meses anteriores à eleição, serviços partidos políticos ou candidatos; órgãos ou entidades da administração pública direta ou indireta dos Poderes", diz trecho do projeto.

O Povo Online

Grupo invade hotel, mata funcionário e foge com R$ 5 mil


Um funcionário do hotel Parque das Cachoeiras, em Baturité, foi assassinado durante um assalto ao local na noite desta segunda-feira, 7. De acordo com a 2ª Companhia do 4º Batalhão da Polícia Militar (BPM), a vítima foi morta por ter reconhecido um dos suspeitos.

Duas pessoas saíram baleadas da ação, entre elas o filho do proprietário do hotel e um dos participantes do crime – um adolescente de 13 anos.

Segundo o titular da Delegacia Regional de Baturité, Ricardo Gonçalves, cerca de seis homens invadiram o escritório do hotel por volta das 19 horas, quando ocorria o pagamento dos funcionários. O grupo chegou ao local a pé, por meio de um matagal das proximidades.

Durante a ação, o funcionário teria gritado o nome de um dos criminosos, o que motivou o homem a atirar contra a vítima, atingida nas costas. O rapaz morreu na hora.

O menor de idade, de 13 anos, também foi atingido por tiros durante o assalto. Conforme o delegado Ricardo, o filho do proprietário reagiu e tentou agarrar a arma do adolescente, enquanto os dois travavam uma luta, disparos foram efetuados, atingindo ambos nas pernas. O filho do proprietário foi lesionado de raspão, já o adolescente teve ferimentos mais graves e está internado sob escolta no Instituto Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza.

O grupo criminoso conseguiu fugir do hotel levando R$ 5 mil, segundo informações passadas pelo proprietário do local aos policiais. Na fuga, dois suspeitos roubaram uma motocicleta de cor preta. O restante fugiu a pé pelo matagal.

Ainda conforme o delegado Ricardo, a linha de investigação do caso não descarta a possibilidade de haver algum informante de dentro da empresa, já que a quadrilha invadiu o escritório do hotel, que fica em uma área mais isolada do estabelecimento, na hora do pagamento, explicou. A Polícia informou que alguns suspeitos foram encaminhados à delegacia e aguardam reconhecimento das testemunhas.

O delegado Ricardo afirmou ainda que nomes de outros suspeitos de envolvimento já foram identificados.

O Povo Online

Mulher é presa suspeita de matar amigo e tomar posse dos bens da vítima


Depois de quase um ano do desaparecimento do aposentado José Augeri Carlos de Sabóia, 63, a Polícia Civil elucidou o caso e prendeu a principal suspeita de ter matado a vítima, na última quinta-feira, 3, no bairro Montese. Conforme as investigações, Maria do Amparo Nascimento Vieira Medeiros, 37, conhecida como “Tamara”, tramou o crime e mentiu sobre o paradeiro do homem para se apossar dos bens dele.

De acordo com a delegada Socorro Portela, diretora da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Sabóia foi visto com vida pela última vez em outubro de 2014. Desde então, estava desaparecido.

Já em julho deste ano, parentes da vítima registraram a ocorrência do desaparecimento, visto que a principal suspeita do crime alegava que a vítima tinha ido embora para o Rio de Janeiro e ela ficou responsável por administrar os bens dele no Ceará.

Após as investigações, a Polícia descobriu toda a trama criminosa. "Tamara" - considerada amiga de Sabóia, sendo ele padrinho de um dos filhos dela - ofereceu um lanche para a vítima. Depois de se alimentar, o aposentado passou mal e foi socorrido pela suspeita, no próprio veículo de José Augeri, um prisma preto.

No mesmo dia, à noite, a mulher retornou para o apartamento da vítima e afirmou para conhecidos, que Sabóia tinha ficado na residência de amigos. Desde então, ele nunca mais foi visto.

Dois dias após o desaparecimento, a mulher vendeu o carro da vítima e passou a morar na residência dele. Ela usou ainda cheques dele, totalizando mais de R$ 20 mil, e vendeu móveis do apartamento.

A partir daí, a mulher passou a dizer que Sabóia tinha ido embora para morar na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, onde teria se casado. “Tamara” ainda tentou vender o apartamento dele, alegando que tinha uma procuração. A suspeita pediu R$ 120 mil pelo imóvel.

Ela também fez saques da aposentadoria do homem. Diante dos fatos, os familiares da vítima, que moram no Piauí, vieram para o Ceará, já que não conseguiam mais contato com Sabóia, e acionaram a Polícia.

Corpo da vítima
Com as investigações em andamento, a Polícia descobriu que três dias após o desaparecimento da vítima, foi encontrado na Lagoa da Precabura, no Eusébio, um corpo com as mesmas características dele. Como estava sem identificação, o homem acabou enterrado como indigente. A DHPP então solicitou exames de DNA do corpo encontrado, comparando com um irmão e um filho da vítima.

Os resultados do exame saíram na última sexta-feira e confirmaram que o corpo é mesmo de José Augeri Carlos de Sabóia. A Polícia trabalha agora para saber se outras pessoas estão envolvidas na morte do aposentado.

O POVO Online