-->

14 de novembro de 2014

Homicídio à bala na comunidade do Tourão em Russas


O fato aconteceu por volta das 19h30min na Travessa Custódio de Oliveira n° 2501 na comunidade do Tourão em Russas a vitima se chama Leonardo de França de vinte e dois anos residente no local do crime. O rapaz estava dentro da sua residência quando foi surpreendido por um ou mais elementos não identificados que efetuou alguns disparos contra o mesmo sendo um no braço e dois no tórax. A vitima chegou a ser socorrida para o hospital de Russas, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.





Ex-diretor da Petrobras e cúpula de empreiteiras são presos na Operação Lava Jato

A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira (14) o ex-diretor de serviços da Petrobras Renato Duque e executivos da cúpula de grandes empreiteiras do país suspeitas de pagar propina para fechar contratos com a estatal. A ação faz parte da sétima fase da Operação Lava Jato, iniciada em março deste ano, e que investiga esquema de lavagem e desvios de dinheiro.
Essas empresas - nove ao todo, pertencentes a sete grupos - têm contratos que somam R$ 59 bilhões com a Petrobras, considerando o período de 2003 a 2014. Segundo as investigações, parte desses contratos se destinava a "esquentar" o dinheiro que irrigava o caixa de políticos e campanhas no país.
A PF cumpriu mandados de busca e apreensão na sede dessas empresas. São elas: Camargo e Corrêa, OAS, Odebrechet, UTC, Queiroz Galvão, Engevix, Mendes Júnior, Galvão Engenharia e Iesa. Integrantes do governo, segundo a reportagem apurou, consideram que a operação atinge o "coração dos financiadores de campanha".
Foram emitidos mandados de prisões preventivas e temporárias contra 27 pessoas, dos quais 18 já foram cumpridos; e 9 de condução coercitiva - quando a pessoa é levada para prestar depoimento obrigatoriamente -, dos quais 6 já foram feitos.
Foram bloqueados R$ 720 milhões dos executivos investigados, até o limite de R$ 20 milhões por pessoa. Não houve bloqueio das contas das empresas, para não prejudicar a saúde financeira delas.
Foram presos, entre outros, o presidente da OAS, José Aldemário Pinheiro Filho; o diretor-superintendente para a área de petróleo e gás da empreiteira, Agenor Mendeiros; o presidente da UTC/Constran, Ricardo Pessoa; e o vice da Engevix, Gerson Almada.
O vice-presidente da Mendes Junior, Sérgio Cunha Mendes, não foi preso, como informado anteriormente pela PF. A Polícia ainda não o encontrou e negocia sua entrega com os advogados do executivo.
O presidente da Engevix, Cristiano Kok, foi conduzido coercitivamente para depor na PF em São Paulo. Ele, no entanto, preferiu ficar em silêncio e foi liberado. A Justiça também decretou a prisão de um integrante do conselho de administração da Camargo Corrêa, João Auler, e do vice-presidente da empreiteira, Eduardo Leite. Os dois executivos eram o contato de Youssef dentro da empresa, segundo depoimento à Justiça do próprio doleiro.
O empresário Newton Prado Júnior, diretor técnico da empresa Engevix, foi preso no aeroporto do Recife quando embarcava para São Paulo.
Todos os presos serão levados para a superintendência da Polícia Federal em Curitiba até o início da noite. Advogados de executivos detidos dizem que não há justificativa para as prisões.
O Ministério Público Federal havia pedido a prisão de Márcio Faria, presidente da Odebrecht Engenharia Industrial, e de Rogério Araújo, diretor da empresa. O pedido, porém, foi negado pelo juiz federal Sergio Moro.
O nome dos executivos da Odebrecht foi mencionado por Paulo Roberto Costa como seus contatos na empreiteira. A empresa nega veementemente ter cometido irregularidades em contratos com a Petrobras.
A Polícia Federal informou que nenhum político é alvo da ação de hoje. Mas um dos mandados de condução coercitiva expedidos foi para Marice Corrêa de Lima, parente do Tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. Ela foi levada à PF para prestar esclarecimentos.
O ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, indicado ao cargo pelo então ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, foi preso no Rio. Ele é apontado por procuradores e policiais como oprincipal operador do PT nos desvios da Petrobras.
Segundo o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, a diretoria de Duque repassava 3% dos contratos que assinava para o PT. A diretoria de serviços cuidava dos projetos de engenharia e das licitações de obras que foram superfaturadas, segundo o Tribunal de Contas da União, como a refinaria Abreu e Lima e o Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro).
Durante entrevista a jornalistas nesta sexta, a Polícia Federal informou que nenhuma informaçãopassada por meio de delação premiada, seja de Youssef ou outro beneficiado pela medida, foi usada para as ações desta sexta.
Fonte: Diário do Nordeste


PF tem ordem de prisão de 20 dirigentes das maiores empreiteiras do país


Entre os suspeitos de participação no esquema criminoso de superfaturamento de contratos da Petrobras, para pagamento de propina a parlamentares e partidos políticos, que tiveram a prisão preventiva ou temporária expedida hoje (14) na sétima fase a Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF), 20 são das maiores empreiteiras no país e dois subordinados ao doleiro Alberto Youssef, preso desde março.

Até o momento, foram presas 18 pessoas, entre elas, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque. Foram cumpridos seis mandatos de condução coercitiva e os investigados não localizados tiveram os nomes incluídos no sistema de procurados da PF.

Os agentes apreenderam registros e livros contábeis, recibos, agendas, ordens de pagamento e documentos relacionamentos à manutenção e movimentação de contas no Brasil e no exterior. Foram apreendidos também HDs, laptops, pen drives, smartphones; agendas manuscritas e eletrônicas dos investigados.

Estão sob guarda a polícia arquivos eletrônicos com a contabilidade em meio digital das empreiteiras e documentos relacionados com a contratação das empresas de fachada investigadas, especialmente MO Consultoria, GDF Investimentos, RCI Software, Empreiteira Rigidez.

Veja a lista de pessoas contra as quais há mandados de prisão:

Prisão preventiva
- Eduardo Hermelino Leite, diretor-vice-presidente da Camargo Corrêa S.A.;
- José Ricardo Nogueira Breghiroll, funcionário da Construtora OAS;
- Agenor Franklin Magalhães Medeiros, diretor-presidente da Área Internacional da Construtora OAS S.A;
- Sérgio Cunha Mendes, diretor-vice-presidente executivo da Mendes Júnior Trading Engenharia S/A;
- Gerson de Mello Almada, vice-presidente da Engevix Engenharia S.A.;
- Erton Medeiros Fonseca; diretor-presidente da Divisão de Engenharia Industrial da Galvão Engenharia S.A..

Mandado de prisão temporária (5 dias)
- João Ricardo Auler, presidente do Conselho de Administração da Construções e Comércio Camargo Corrêa S.A.;
- Mateus Coutinho de Sá Oliveira, funcionário da OAS;
- Alexandre Portel Barbosa, advogado da OAS;
- Ednaldo Alves da Silva, funcionário da UTC Participações S.A;
- Carlos Eduardo Strauch Albero, diretor técnico da Engevix Engenharia S.A.;
- Newton Prado Júnior, diretor técnico da Engevix Engenharia S.A.;
- Dalton dos Santos Avancini, diretor-presidente da Camargo Corrêa Construções e Participações S.A.;
- Otto Garrido Sparenberg, diretor de Operações da IESA Óleo & Gás S.A.;
- Valdir Lima Carreiro, diretor-presidente da IESA Óleo & Gás S.A.;
- Jayme Alves de Oliveira Filho, ligado a Alberto Youssef;
- Adarico Negromonte Filho, ligado a Alberto Youssef;
- José Aldemário Pinheiro Filho, presidente da OAS;
- Ricardo Ribeiro Pessoa, UTC Participações S.A.;
- Walmir Pinheiro Santana, UTC Participações S.A.;
- Carlos Alberto da Costa Silva, ligado a empreiteiras
- Othon Zanoide de Moraes Filho, diretor-geral de Desenvolvimento Comercial da Vital Engenharia, Grupo Queiroz Galvão;
- Ildefonso Colares Filho, diretor-presidente da Construtora Queiroz Galvão S.A;
- Renato de Souza Duque, ex-diretor da Petrobras;
- Fernando Antônio Falcão Soares, citado nas investigações como agente do PMDB no esquema criminoso.

* Com informações da Agência Brasil


Fonte: Ceará News






Ministério Público ajuíza ação contra ex-prefeito de Iguatu Agenor Neto


O Ministério Público do Estado do Ceará ingressou com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Iguatu Agenor Gomes de Araújo Neto, que ocupou o cargo de 2005 a 2012. 

O deputado estadual eleito Agenor Neto, a ex-secretária de Educação Eulina Maria Almeida Florentino; o ex-chefe de gabinete Wilton Correia Lima Filho; o ex-secretário de Agricultura Valdeci Ferreira de Sousa; e o atual secretário de Infraestrutura Gleuberton Passini Mendonça são acusados de terem adquirido combustíveis e lubrificantes a preços superfaturados e sem licitação. A ação foi ajuizada ontem (13) pelo promotor de Justiça Francisco das Chagas da Silva.

Com base em denúncias, foi instaurado um procedimento administrativo, depois do qual ficou constatado que o ex-prefeito autorizou a compra dos referidos produtos no período de janeiro a maio de 2005 mediante uma pesquisa de preços fraudulenta e sem o devido processo licitatório, beneficiando a empresa Mendonça Alencar & Cia Ltda, denominada “Posto Veneza”. De acordo com o que foi apurado nas notas fiscais emitidas e nos comprovantes de pagamento assinados pelos secretários, o prejuízo aos cofres públicos custaram cerca de R$ 386 mil.

A conduta viola a Lei de Licitações (Lei nº 8.666/93) e está prevista na Lei Nº 8.429/92, que trata dos atos de improbidade administrativa que causam dano ao erário. O Ministério Público entende que houve prejuízo ao erário e desrespeito aos princípios da administração pública, a qual, segundo a Constituição Federal, deve se pautar pelos valores de legalidade, moralidade, impessoalidade, publicidade e eficiência.


POSSE AMEAÇADA


O Ministério Público pede que os envolvidos sejam condenados à suspensão dos direitos políticos por um período de cinco a oito anos, ao pagamento de uma multa civil e à proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios durante cinco anos. Com a punição, Agenor Neto, que é deputado estadual eleito, não tomar posse na Assembleia Legislativa do Ceará no início de 2015. 

Fonte: Ceará News




O Enem não será cancelado, afirma presidente do Inep sobre fraudes ao exame

"Não há a menor possibilidade do Enem ser cancelado". Estas foram as palavras do presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Francisco Soares, durante entrevista coletiva na Superintendência da Polícia Federal no Ceará, na manhã desta sexta-feira (14), sobre a prisão de envolvidos em um esquema de fraude do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014.
O presidente do Inep afirmou que o instituto se preocupa com isonomia do Enem, desde a elaboração até o repasse da prova aos estudantes. No entanto, conforme Francisco Soares, casos de fraudes são de responsábilidade da Polícia, pois trata-se de um crime.
Francisco Gonçalves ainda elogiou o trabalho realizado pela PF do Ceará, que culminou na prisão provisória de 4 pessoas no estado da Paraíba e em Juazeiro do Norte, no interior do Estado. As investigações devem continuar em busca da identificação e punição dos candidatos beneficiados com o suposto vazamento das questões. 
"Quem atentar contra o Enem será preso. Podem ter certeza, quem não estudar e procurar obter vantagens por outros meios será punido", ressaltou. 
O Inep tem colaborado com as investigações desde o ano passado, fornecendo banco de dados que ajudaram na identificação dos investigados e na elucidação da fraude. Até agora, a PF do Ceará já prendeu 6 pessoas envolvidas em esquemas de fraudes da prova do Enem.
Fonte: Diário do Nordeste


Com duas mudanças no time, Vasco treina no PV antes de enfrentar o Ceará

Após o desembarque em Fortaleza no início da madrugada, o Vasco realizou, na manhã desta sexta-feira (14), no estádio Presidente Vargas, o último treino antes da partida contra o Ceará. Debaixo de forte sol, o técnico Joel Santanacomandou a atividade e armou o time com duas novidades para o confronto do próximo sábado (15), no Castelão, às 15h20 (de Fortaleza), pela 35ª rodada da Série B.
O comandante cruz-maltino terá o retorno do zagueiro Rodrigo, que cumpriu suspensão automática na vitória por 1 a 0 sobre o ABC, na última rodada. Assim, Anderson Salles volta à reserva. Em contrapartida, o volante Pedro Kensofreu lesão muscular na coxa direita e não poderá atuar. A vaga no meio-campo será ocupada por Dakson. Poupado no último treino no Rio de Janeiro, o lateral-direito Carlos César trabalhou normalmente no PV e participará do jogo.
Com as duas alterações, o time carioca irá a campo com Martín Silva; Carlos César, Rodrigo, Luan e Diego Renan; Guiñazu, Aranda, Dakson e Douglas; Maxi Rodríguez e Kléber.
Recepcionado por cerca de 40 torcedores no Aeroporto Internacional Pinto Martins, o clube de São Januário também teve boa presença de público na atividade no PV. A torcida, porém, só teve acesso ao estádio após uma hora de treino.
Terceiro colocado da Série B, com 59 pontos, o Vasco busca assegurar o retorno à elite do futebol brasileiro nas duas próximas rodadas. O Ceará, por sua vez, é o oitavo colocado, com 51 pontos, e ainda busca uma vaga no G-4 da competição a quatro rodadas do fim.





Web Sport TV - 14/11






Término da Operação em Pentecoste -CE



Apreendido mais de 10 kilos de drogas , entre maconha e cocaína, e crack

4 presos e um menor apreendido.
5,410kg de maconha

Agora em Pentecoste varias bocadas sendo derrubadas.


FONTE PLANTÃO POLICIAL DO CEARÁ 




Jovem de 23 anos é assassinado a bala no Distrito de Lagoinha, Quixeré



Nesta quinta-feira, dia 13, por volta de 19h30min, no Distrito de Lagoinha, dois indivíduos em uma motocicleta de cor preta, efetuaram 01 (um) tiro contra Jose Reinaldo Da Silva, 23 anos, natural do Rio Grande do Norte, O qual foi socorrido ainda com vida para o hospital local, vindo a óbito quando recebia atendimento médico. Segundo informes de populares, a vítima, no dia 01/11/2014, envolveu-se em uma briga na praça da matriz do Distrito de Lagoinha, e teria sido naquela ocasião ameaçado de morte. O caso agora está sob investigação a cargo da Polícia Civil.

.Russas: Residência é atingida por disparos de arma de fogo no Planalto



Por volta das 23h30min desta quinta feira (13), na Travessa Aristóteles Nogueira, no bairro Planalto, mais precisamente na residência da Srª Francisca Jane Dos Santos Lino, 41 anos, a qual se encontrava em casa juntamente com seus filhos e esposo, foram efetuados 03 disparos de revólver calibre 38, na parede da frente da residência, dos quais um deles transfixou a porta da frente, ficando o projétil alojado na parede da sala. 

Os PM´s atenderam a ocorrência e no local nem a moradora da residência, assim como populares não deram nenhuma informação sobre os possíveis autores dos disparos. Diligências estão sendo realizadas no sentido de identificar e prender os autores do delito.