-->

2 de abril de 2019

Vereador de Sobral deve pegar 36 anos de cadeia por enganar eleitores com promessas

Romário Araújo ainda cobrava dinheiro para conseguir emprego para as pessoas.
O Ministério Público denunciou nesta segunda-feira (1º) o vereador de Sobral Romário Araújo de Sousa (Solidariedade) pelos crimes de estelionato e apropriação indébita. Os crimes foram cometidos durante o final de 2018 ao início do ano de 2019 contra, pelo menos, 36 pessoas.

Segundo denúncia assinada pela promotora de Justiça Maria Ivone Araújo Dias Cristino, o vereador se utilizava de seu cargo para abordar as vítimas, tanto pessoalmente quanto através das redes sociais, para lhes oferecer uma vaga de emprego. “Conseguiu, assim, obter vantagem ilícita em prejuízo alheio, induzindo as vítimas em erro, mediante a falsa promessa de emprego”, disse.

Somadas as penas, se condenado, o vereador deve passar, no mínimo, 36 anos de prisão.

Em tempo 

Romário Araújo oferecia às vítimas um cargo de fiscal de gestão, vinculado à Secretaria de Educação do Estado do Ceará, com remuneração de R$ 2.400,00 e carga horária de 20 horas semanais. Para conseguir o emprego, às vítimas teriam que fazer um curso de capacitação, para o qual era cobrado R$ 900,00 de matrícula. Para algumas vítimas, foi cobrado R$ 1.500,00. Também figura como vítima a Clínica São Francisco, localizada em Sobral, que foi contratada para realizar os exames admissionais.

Em tempo II

Há um inquérito, conduzido pela delegacia de Martinópole, investigando outro crime do vereador. Desta vez, a vítima é um universitário, irmão de um policial civil, que registrou boletim de ocorrência, informando que foi lesado em R$ 38.000,00. Segundo a vítima, ele foi abordado pelo vereador informando que tinha prestígio numa faculdade particular de Sobral e garantiria 50% de desconto na mensalidade. Mas o valor deveria ser adiantado.

A vítima foi orientada a fazer o depósito na conta do pai do vereador. Mas não havia desconto, e a vítima ainda não conseguiu o dinheiro de volta.

Mais um boletim de ocorrência foi registrado nesta segunda-feira. Desta vez, a denúncia é de que estaria vendendo vaga no sistema de táxi de Sobral.

Fonte: CN7