-->

19 de novembro de 2014

Chuvas voltam a causar transtornos em Juazeiro do Norte

Juazeiro do Norte. Bastaram poucos minutos para que as chuvas caídas durante a manhã de hoje (19), neste município, voltassem a ocasionar transtornos à população que reside em bairros periféricos da cidade, bem como a motoristas que trafegam diariamente por trechos próximos ao Centro e pela Rodovia Leão Sampaio, nas imediações do bairro Lagoa Seca, que liga os municípios de Juazeiro do Norte e Barbalha, por conta da ausência de sistemas de drenagem naquela área. Em regiões de maior movimentação de veículos, como a Avenida Padre Cícero, nas proximidades do Cariri Garden Shopping, houve registro de engarrafamentos devido à quebra de um semáforo e, em algumas residências localizadas nos bairros São José, Tiradentes e Novo Juazeiro houve alagamentos e pessoas permaneceram ilhadas.
Nas imediações da Igreja Menino Jesus de Praga, no bairro Novo Juazeiro, a maioria das ruas ficaram completamente alagadas por conta das águas que retornavam das bocas de lobo, devido o lixo acumulado nos equipamentos de escoamento. Um motorista que tentou atravessar um dos trechos alagados acabou tendo problemas mecânicos no veículo. “O carro não pega mais porque o câmbio travou. As marchas não entram. E agora, como é que eu fico? Olha aí o prejuízo. É uma esculhambação um negócio desses. O carro liga mas não anda. O negócio é sério.”, queixava-se.
Em algumas residências do bairro Tiradentes moradores retiravam grande quantidade de lama do interior das casas, após o fim das chuvas. A força das águas que retornavam dos esgotos gerou revolta aos populares. “Toda chuva é deste jeito. Aqui no Juazeiro não pode chover que vira esse mar de lama e de sujeira. Aqui não tem saneamento básico, não tem limpeza, aqui não tem é nada”, esbravejou a dona de casa Maria da Assumpção Correia, que tentava retirar do interior de sua residência grande quantidade de lixo ocasionado pelas chuvas.
O secretário de Infraestrutura do Município, Akiro Menezes, visitou as localidades atingidas na manhã de ontem. Conforme informou, maquinários da Prefeitura foram encaminhadas para áreas onde há riscos de desabamentos. Em locais onde surgiram crateras por conta da força das águas, ações também estão sendo deflagradas no sentido de sanar os problemas. “Estamos pontuando os locais onde há necessidade de ações emergenciais. Estamos localizando todos os pontos e, imediatamente, buscando solucionar as demandas”, informou o secretário.
Fonte: Diário do Nordeste