-->

1 de maio de 2020

Endividamento do consumidor atinge nível mais alto desde 2009

Endividamento do consumidor atinge nível mais alto desde 2009
De acordo com a Pesquisa do Endividamento do Consumidor de Fortaleza, realizada em abril de 2020, 83,1% dos consumidores da capital cearense possuem algum tipo de dívida. O índice de endividamento veio +17,1 pontos percentuais acima do verificado no último mês de março (66,0%), sendo o índice mais elevado da série histórica iniciada em 2009. A pesquisa é realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC) da Fecomércio-Ce.

A proporção de consumidores com contas ou dívidas em atraso subiu +5,5 pontos percentuais, passando de 19,8% em março, para 25,3% neste mês – índice mais elevado desde junho de 2018, quando o indicador mediu 29,3%.

Os problemas financeiros afetam mais os homens (27,3% dos entrevistados desse grupo afirmaram possuir contas em atraso), os consumidores do estrato com idade acima dos 35 anos (28,0%) e da classe com renda familiar mensal abaixo de cinco salários mínimos (26,4%).

O tempo médio de atraso é de 67 dias e a principal justificativa para o não pagamento das dívidas é o desequilíbrio financeiro - a diferença entre a renda e os gastos correntes – citado por 50,8% dos consumidores. O segundo motivo mais citado é o adiamento por conta do uso dos recursos em outras finalidades, com 43,1%, seguido da contestação da dívida (8,4%).

Comprometimento da renda

Segundo a pesquisa, os instrumentos de crédito mais utilizados pelos consumidores são: cartões de crédito, citados por 71,2% dos entrevistados; financiamento bancário (veículos, imóveis etc.), com 11,6%; empréstimos pessoais, com 6,8%; carnês e crediários, com 6,1%; e cheque especial, com 2,8%.

O levantamento apontou que o consumidor utilizou o crédito para: consumo de itens de alimentação (47,7% das respostas); realização de despesas de educação e saúde (40,5%); aquisição de eletroeletrônicos (27,6%); e cobertura de despesas relacionadas com aluguéis e moradia (22,2%).

O valor médio das dívidas é de R$ 1.472, com prazo médio de sete meses, comprometendo 36,2% da renda familiar dos consumidores com o seu pagamento, patamar considerado elevado para os padrões históricos do endividamento do cearense.

Inadimplência potencial

A taxa de inadimplência potencial, ou seja, a proporção de consumidores que não terão condições financeiras para honrar seus compromissos, aumentou +0,6 pontos percentuais com relação ao mês anterior, atingindo o patamar de 9,1% - ainda abaixo do verificado em abril do ano passado, de 12,7%.

O perfil do consumidor inadimplente mostra preponderância do grupo de consumidores do sexo masculino (inadimplência potencial de 10,6%), do grupo com idade acima dos 35 anos (10,6%) e do estrato com renda familiar mensal inferior a cinco salários mínimos (9,7%).

Orçamento familiar

A Pesquisa de Endividamento também revela que 78,3% dos consumidores de Fortaleza afirmam fazer orçamento mensal e acompanhamento eficaz dos seus gastos e rendimentos, o que contribui para um melhor controle dos níveis de endividamento. Dos entrevistados, 14,9% relataram que fazem orçamento dos rendimentos, mas sem controle eficaz dos gastos e 6,8% informaram não possuir orçamento e tampouco controle dos gastos.

A falta de planejamento orçamentário é um problema crítico para o controle do endividamento, estando sempre entre um dos principais motivos para o atraso ou inadimplência.

Dos fatores que os consumidores consideram que mais contribuem para esse problema, estão: a falta de orçamento e controle dos gastos, com 34,7%; o aumento dos gastos considerados essenciais, com 27,1%; as compras por impulso, sem necessidade ou além do necessário, com 24,0%; gastos imprevistos, com 23,1%; desemprego, com 22,3%; redução dos rendimentos, com 19,5%; compras sazonais, por influência de eventos e festividades (9,1%); e compras antecipadas, com 6,1%.

  
Noticia; O intrigante


Ceará com 44 municípios sem nenhum caso de coronavírus - veja lista

Ceará com 44 municípios sem nenhum caso de coronavírus - veja lista
No Ceará tem 46 municípios que não registraram nenhum caso de coronavírus.

Conheça a lista dos municípios cearenses sem pessoas contaminados com Covid 19: Cruz, Palhano, Martinopole, Chaval , Ipu, Morrinhos, Aratuba, Palmácia, Cedro, Umari, Milhã, Piquet Carneiro , Saboeiro, Aiuaba, Paramoti, Irauçuba,Tejuçuoca, Poranga, Nova Olinda, Tamboril , Catunda, Jati, Pacujá, Nova Russas, Monsenhor Tabosa, Jijoca, Ubajara, Ibiapina, Moraujo, General Sampaio, Altaneira, Antonina do Norte, Granjeiro, Penaforte, Aurora, Assaré, Santana do Cariri, Potengi, Tarrafas, Barro, Guarapiranga, Mucambo, Parambu e Varjota.

Blog; Erivando Lima\O intrigante

Caixa abre agências neste sábado para saques de auxílio em espécie

As agências da Caixa Econômica Federal ficarão abertas neste sábado (2), das 8h às 12h, exclusivamente para tirar dúvidas de beneficiários do auxílio emergencial nascidos de janeiro a outubro e fazer o pagamento dos que, nesse grupo, desejam receber o crédito em dinheiro. Pelo calendário inicial informado pelo banco, nascidos em setembro e outubro receberiam o benefício a partir de segunda-feira (4), mas com a abertura das agências esse pagamento será antecipado. No dia 5 de maio será a vez de pessoas que querem receber a ajuda em espécie e fazem aniversário em novembro e dezembro.

Aglomerações

Em todo o país, 902 agências estarão abertas para realizar o atendimento. Para evitar aglomerações, a Caixa orienta que a população só se dirija a esses locais em último caso. A prioridade do banco é manter o atendimento digital, por meio do cadastramento por app, site e a movimentação do benefício pelo Caixa Tem, que dá acesso à poupança social digital.

“Dessa forma, o banco reforça o pedido para que a população só se dirija às agências em último caso. Aqueles que receberam o crédito por meio da Poupança Digital Caixa podem pagar boletos e contas de água, luz, telefone, entre outras, bem como fazer transferências para outros bancos por meio do aplicativo”, diz a Caixa em nota.

Bolsa Família

A Caixa lembra ainda que beneficiários do Bolsa Família recebem o crédito no mesmo calendário e na mesma forma do benefício regular, por meio do cartão Bolsa Família nos canais de autoatendimento, lotéricas e correspondentes Caixa Aqui; ou por crédito na conta Caixa Fácil.

(AgBr)


Ministério da Saúde dá sinal verde para volta do futebol, mas autoridades locais decidirão retorno

O Ministério da Saúde respondeu, na noite desta quinta-feira (30), à solicitação feita pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que submeteu para apreciação da Pasta o protocolo médico que deverá ser seguido para retorno das atividades futebolísticas. Através de uma minuta de parecer, o órgão deu sinal verde para retorno de rotinas esportivas (treinos e jogos), com base no benefício que as transmissões televisivas podem trazer ao estímulo do isolamento social.

Segundo o documento, "o futebol é uma atividade esportiva relevante no contexto brasileiro e que sua retomada pode contribuir para as medidas de redução do deslocamento social através da teletransmissão dos jogos para domicílio".

No entanto, o mesmo texto impõe uma série de condicionantes para o retorno acontecer, começando pela aprovação das autoridades sanitárias locais, às quais o órgão decidiu não se sobrepor.

A importância de apresentação de um Plano estratégico detalhado, pactuado entre os diversos setores... para o retorno das atividades futebolísticas sem a presença de público externo e planos de ação locais contendo a descrição das medidas de saúde, segurança e higiene, periodicidade de execução e responsáveis, que devem ser apresentados e validades pela autoridade de saúde local".
Ou seja, a autorização sobre o início das atividades de treinamento nas localidades deve ser do Secretário Municipal ou Estadual, "pois o Ministério da Saúde não irá contrapor uma decisão de gestor local que é quem está vivenciando o problema".

Outra ressalva considerável feita pelo documento versa sobre a disponibilidade de testes rápidos. "Cabe ressaltar que no momento, a disponibilização de testes rápidos no sistema de saúde encontra-se saturada diante das necessidades da população brasileira... Diante da afirmação acima, na proposta apresentada, não fica evidenciado onde serão realizados os testes, periodicidade e critérios de retestagem, e como serão assistidos caso o diagnóstico dos atletas seja positivo."

Intenção e realidade

Mesmo com o parecer do Ministério da Saúde e de entrevistas de apoio do presidente Jair Bolsonaro, a decisão do retorno do futebol segue com Estados e Municípios. Em alguns estados, os decretos de isolamento social foram ampliados, como no Rio de Janeiro. Em outros estados, como Santa Catarina, Pernambuco e Amazonas, as autoridades locais vetaram totalmente a possibilidade de volta do futebol. Entre os clubes, Flamengo e Corinthians devem ampliar suspensão das atividades, enquanto equipes já anunciaram, como Coritiba e Fluminense.

No Ceará, a Federação Cearense de Futebol (FCF) deve ser reunir com o Governo do Estado para definir a possibilidade de retorno ou não do esporte no Estado. Entre os clubes, Ceará e Fortaleza aguardam posicionamento do Governo do Estado sobre ampliação ou não da quarentena.

Red; DN



Vereadores de Fortaleza doam parte dos salários para combate ao novo coronavírus

Trata-se do segundo mês consecutivo que a Câmara Municipal de Fortaleza recolhe doações provenientes dos salários do vereadores. Em março, os parlamentares destinaram parte dos seus salários para a compra de cestas básicas

A Câmara Municipal de Fortaleza regulamentou uma autorização que permite aos parlamentares a destinação de parte dos seus salários para medidas de prevenção ou tratamento da Covid-19. Na folha de abril, o valor somado da doação dos vereadores chegou a aproximadamente R$ 82 mil, que foram repassados ao Fundo Municipal de Saúde. 

Trata-se do segundo mês consecutivo que a Câmara Municipal de Fortaleza recolhe doações provenientes dos salários do vereadores. Em março, os parlamentares destinaram parte dos seus salários para a compra de cestas básicas que foram repassadas para o movimento Supera Fortaleza, com foco no apoio a profissionais autônomos que estavam impedidos de trabalhar em razão das medidas de isolamento social.

AS DOAÇÕES
Cada parlamentar apresentou, voluntariamente, a porcentagem que foi descontada. O valor deverá ser destinado, conforme orientação dos parlamentares, para a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais da rede pública de saúde, que atuam no enfrentamento ao novo coronavírus.

Para o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique (PDT), a atitude é vista como um esforço da casa para contribuir com soluções para a pandemia.

"Nós, vereadores, estamos reforçando nossa atividade legislativa, propondo e votando projetos para apoiar os fortalezenses neste momento. Mas não é só isso. Com esse repasse, estamos reforçando também nosso papel como cidadãos, preocupados com essa situação que Fortaleza e o mundo todo vive", declarou.

A proposta de encaminhar o valor para o Fundo Municipal da Saúde no mês de abril, de acordo com Antônio Henrique, surgiu por consenso do Colégio de Líderes. "Caso a crise se prolongue, temos o compromisso de reunir novamente os líderes partidários da Casa e debater o destino da verba para o mês seguinte. Essa será uma prática nossa até o fim dessa situação, porque entendemos o nosso compromisso com o povo e com aqueles que estão na linha de frente no enfrentamento dessa pandemia", afirmou.

Notici; DN


Radialista Beto Remígio sofre infarto e será submetido a procedimento cirúrgico

O radialista Beto Remígio, que apresenta os programas de forró e esporte na Rádio Regional FM 90,3 infartou na noite desta quinta-feira(30).
Beto apresentou o programa normalmente e foi para sua residencia como sempre faz todos os dias. Ao chegar em casa sentiu-se mal e foi levado ao hospital. Segundo relatos de familiares, Beto ja toma medicação desde os 18 anos por  "problemas" relacionados ao coração. O radialista tem extra sístole. Mas nada que o impedisse de ter uma vida normal. Ele é empresário e mantém uma fábrica de pastel que fornece para toda a cidade. Sendo inclusive o mais gostoso e famoso da cidade o "Pastel do Beto".

Beto já vinha sentindo um certo mal-estar nos últimos dias e na noite de ontem(30) evoluiu para um infarto, sendo atendido em um hospital local e transferido imediatamente. 

O radialista, que é um dos maiores narradores esportivos do Nordeste, segundo a família, está estável e vai se submeter ainda hoje a uma intervenção cirúrgica no Hospital do Coração de Messejana. Vamos orar e torcer para que Beto volte com saúde ao convívio de TODOS que o ama.


Beto Remígio completará 59 anos no próximo dia 08 de maio.


Governo libera R$ 1 bi para acolhimento de moradores de rua

O Ministério da Cidadania anunciou nesta quinta-feira (30) a liberação de recursos para ampliação de vagas para moradores de rua e pessoas desabrigadas ou sem-teto em casas de acolhimento e abrigos públicos. Ao todo, serão repassados pouco mais de R$ 1 bilhão para estados e municípios. O recursos poderão atender até 290 mil pessoas, que representa cerca da metade da população de rua estimada no país. 

O objetivo, segundo o governo, é permitir a esse público condições adequadas de alojamento, isolamento, alimentação e outras demandas sanitárias e de prevenção dos riscos de infecção ou disseminação do novo coronavírus. Os recursos serão repassados aos municípios via Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS).

Também foram anunciadas mais duas ações no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (Suas): um para a compra de 192,4 mil kits de equipamentos de proteção individual (EPI) para agentes de assistência social e aquisição de alimentos para instituições de acolhimento de idosos e de pessoas com deficiência.

"Nós vamos transferir, para os municípios, recursos para o atendimento das nossas instituições de longa permanência de idosos, as Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), as instituições Pestalozzi, os nossos orfanatos, ou seja, toda a estrutura institucional, que protege vulneráveis, em qualquer município brasileiro, vai estar disponibilizado o recurso", informou o ministro Onyx Lorenzoni. 

Para serem elegíveis a receber os equipamentos de proteção, os estados, os municípios e o Distrito Federal precisam ter em sua estrutura unidades do Suas, como centros de Referência de Assistência Social (CRAS), centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Centro-Dia, Centro-Pop, Centros de Convivência e Unidades de Acolhimento. 

Os critérios e detalhamento das ações para repasse dos recursos estão descritos na Portaria nº 369, publicada na edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União. Os recursos foram garantidos na Medida Provisória nº 953, publicada no dia 16 de abril, que abriu crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões para o Suas.

(AgBr)