-->

19 de fevereiro de 2020

O piscinão da travessa Gonçalves em Russas CE

A imagem pode conter: atividades ao ar livre e água
O piscinão da travessa Gonçalves e o nome que estar sendo dado ao espaço que fica na travessa Gonçalves, depois de muitos anos de insistência junto ao poder executivo do municipio, e nada foi feito para resolver o problema, os moradores da travessa denominaram o local de Piscinão da Travessa Gonçalves. Muitos apelos foram feitos inclusive o gestor do municipio jã foi varias vezes no local e sempre com a mesma promessa de resolver e nunca foi feito nada para isso acontecer. Os moradores tem sofrido muito quando chove a rua fica em situação critica não so para que mora mais quem transita por la.
A imagem pode conter: quadra de basquetebol, atividades ao ar livre e água
A imagem pode conter: motocicleta e atividades ao ar livre
Blog; Erivando Lima


"Ninguém vai ficar de fora. A lei será cumprida em seu total rigor, inclusive as mulheres", disse o secretário André Costa sobre a greve


“A lei vai ser aplicada em seu total rigor. Em momento algum o governo vai recuar”. A declaração partiu do secretário da Segurança Pública e Defesa Social, delegado federal André Costa, no fim da manhã de hoje (19), na primeira entrevista após a deflagração da greve de policiais e bombeiros militares no estado na tarde de ontem (18). Em tom ameaçador, ele afirmou que não apenas os militares, mas as mulheres deles também serão enquadradas em crimes militares, com pena que pode chegar a até 20 anos de prisão.


Ao lado dos comandantes de todos os órgãos vinculados à SSPDS (Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Perícia Forense), André Costa revelou que já são 261 militares identificados como envolvidos no “movimento”, e que estes, serão processados e podem ser expulsos da corporação, além de presos pelos crimes militares de motim, revolta e vandalismo.

Sobre as mulheres dos militares, Costa foi enfático: “Elas, que se dizem mulheres dos policiais, também vão responder pelos crimes militares, mesmo não sendo militares. Ninguém vai ficar de fora. Todos vão responder a Inquérito Policial Militar (IPM), a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e ficarão de fora da folha de pagamento, não vão receber salários e isso vai prejudicar as suas famílias”, acentuou.

André Costa disse, ainda, que estão sendo mobilizados inspetores, delegados e escrivães das delegacias e departamentos da Polícia Civil para reforçar a segurança nas ruas de Fortaleza e que um Gabinete de Gestão de Crise foi instalado ainda nesta terça-feira (18) que envolve a Polícia Civil (PC), Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Perícia Forense (Pefoce), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Polícia Federal (PF), Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e outros organismos que estão mobilizando seus efetivos para manter a segurança da população.

Sobre as reivindicações da categoria, o secretário voltou a afirmar que, “o governo buscou sempre o diálogo com as associações e, juntos, construíram uma tabela do reajuste. O diálogo foi estabelecido e levado, inclusive, para a Assembleia e discutido também os deputados, e tudo foi acertado. Eles (os policiais) anunciaram uma grande conquista e não há razão para este movimento. Todas as medidas foram tomadas e quem participa deste movimento vai responder de acordo com a lei, ninguém vai ficar de fora”, repetiu.

(Blog do Fernando Ribeiro)


Polícia Federal envia equipes para garantir a segurança de Cid Gomes em Sobral

Ministério da Justiça e Segurança Pública informa que a Polícia Rodoviária Federal também mandará reforço
Ministro Sérgio Moro divulgou nota dizendo que a Pasta está acompanhando a situação em Sobral
Foto: Agência Brasil

Após a notícia de que o senador licenciado Cid Gomes (PDT) foi baleado em Sobral, o Ministério da Justiça e Segurança Pública, comandado por Sérgio Moro, informou que a segurança do parlamentar será reforçada por forças federais.

"Já foram enviadas equipes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal para Sobral para garantir a segurança do senador Cid Gomes",  comunicou a Pasta, em nota divulgada à imprensa.

Não foram dados detalhes sobre o número de homens mobilizados e como será o trabalho desses agentes.

"O Ministério da Justiça e Segurança Pública está acompanhando a situação no Ceará e analisando as providências que podem ser tomadas", informou a nota.

O ex-governador do Ceará foi atingido por tiros, no fim da tarde desta quarta-feira (19), em Sobral. Ele estava em uma retroescavadeira tentando entrar em um quartel militar ocupado por homens mascarados. 

A assessoria de imprensa do parlamentar divulgou uma nota com o seguinte teor: "O senador Cid Gomes foi baleado por uma arma de fogo na tarde desta quarta-feira (19), em Sobral. Neste momento, o senador passa por estabilização no Hospital do Coração de Sobral e será transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral".

Fonte; Agencia Brasil

Senador Cid Gomes é baleado ao tentar em quartel em Sobral


Senador Cid Gomes é baleado ao tentar em quartel em SobralCid Gomes, senador, acabou de ser atingido com um disparo, ao tentar invadir com um trator, o batalhão da Polícia Militar de Sobral. Cid foi socorrido por populares, que acompanharam o político, e levado para o Hospital Regional Norte. Clima tenso no local. Manifestantes trocaram pedradas e tiros com os seguidores do político.


Fonte: A Voz de Santa Quitéria


URGENTE! CID GOMES É ATINGIDO POR PMs GREVISTAS EM SOBRAL; VÍDEO


Cid Gomes é lesionado na tarde desta quarta-feira, por PMs grevistas em frente o Terceiro Batalhão da Polícia Militar, em Sobral.


Sobral 24 horas

Pedras são retiradas na CE 356 na comunidade de serra do viera em Russas CE


A imagem pode conter: atividades ao ar livreO problema vem acontecendo a vários anos na comunidade de serra do viera, onde algumas pedras grandes que fica localizada nas barreiras da estrada e que vinha causando muito susto em passa pelo trecho, principalmente no período do inverno, pelo risco de deslisamento como ja aconteceu em anos anteriores. Hoje 19 pela manhã aconteceu o deslisamento de uma das pedras, foi que chamou atenção da SOP ( superintendência de obras publicas ) , que esteve no local com sua equipe de trabalho e fizeram  o trabalho de retiradas das pedras. O trabalho foi acompanhado pelo diretor do órgão Dr; Borges.


A imagem pode conter: atividades ao ar livre e naturezaBlog; Erivando Lima 


Choque cerca Batalhão e três PMs são presos após mulheres de policiais fecharem portaria

A mobilização, que ocorre no bairro Antônio Bezerra, acontece após a leitura do texto da proposta de reajuste salarial feita na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE).
O Batalhão de Choque da Polícia Militar do Ceará (BPChoque) cercou o 18º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no bairro Antonio Bezerra, na noite desta terça-feira, 18, para dispersar manifestação de policiais militares, bombeiros e familiares. Segundo tenente-coronel Barreto, 120 agentes fecham neste momento todo o perímetro do lugar e aguardam ordem para retomar controle. Ninguém entra e ninguém sai do local. A informação é da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

As mulheres dos policiais fecharam a portaria do batalhão em protesto contra a proposta de reajuste salarial. Três policiais foram presos armados e usando balaclavas o cercar viatura para secar os pneus. Há três pontos de bloqueio na Rua Anário Braga, onde fica o Batalhão.

Outros batalhões funcionam normalmente. Os respectivos comandantes dizem que estão com funcionamento normal o 17º Batalhão da Polícia Militar do Ceará, no Conjunto Ceará, o 11º Batalhão, em Itapipoca, e 12° Batalhão de Polícia Militar, em Caucaia. A rotina no 14º Batalhão de Polícia Militar, em Maracanaú, também transcorre normalmente.

A reportagem do O POVO Online esteve no Comando da Polícia Militar do Ceará, na Avenida Aguanambi, e constatou que o expediente ocorreu sem movimentações reivindicatórias. 

Mais informações em instantes.

PMs envolvidos em crimes militares serão punidos e tirados da folha de pagamento, diz Governo

Pelo menos 150 policiais já tiveram IPM instaurado
Todos os policiais envolvidos em atos que confirgurem crime militar terão Inquérito Policial Militar (IPM) instaurado de imediato pelos comandos, Processo Administrativo Disciplinar (PAD) instaurado pela CGD, além de sofrer todas as sanções previstas em lei e ser excluídos da folha de pagamento pela Secretaria de Planejamento. A informação foi divulgada na noite desta terça-feira (18) pelo Governo do Estado do Ceará. 

Ainda segundo o Governo, pelo menos 150 policiais já tiveram IPM instaurados. "Os comandos não irão tolerar atos de indisciplina e quebra de hierarquia", afirma a nota divulgada.

Prisões

Três policiais foram presos por cercar uma viatura para secar pneus, na tarde desta terça-feira (18), no Bairro Antônio Bezerra, nas imediações do 18º Batalhão de Polícia Militar, em Fortaleza. Os três estavam armados e usando balaclavas, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). 

Nesta segunda-feira (17), a Justiça do Ceará manteve decisão que permite que agentes de segurança sejam presos por promoverem greves e manifestações no Estado. Cinco associações de policiais e bombeiros militares estão proibidas pela Justiça do Ceará, desde segunda-feira, de adotarem qualquer tipo de mobilização que trate de discussão de “melhorias salariais, estrutura de trabalho e conquistas para a carreira militar” e da “deflagração de greve e/ou qualquer manifestação coletiva de forças armadas com posturas grevistas”. A multa por descumprimento é de R$ 500 mil por dia. 

Protestos

No último dia 6 de fevereiro, policiais militares, bombeiros e parentes dos servidores se reuniram no entorno da Assembleia Legislativa do Ceará, protestando contra a proposta de reajuste apresentada pelo Governo do Estado. 

Após a manifestação, representantes da categoria e do Estado realizaram reuniões para fechar um acordo. No dia 13, governo e associações anunciaram que a proposta de reajuste para policiais e bombeiros militares havia sido aprovada em reunião com. Mas, após o anúncio do acordo, representantes da categoria voltaram a público para dizer que os policiais não aceitaram a proposta. Mesmo após o acordo, servidores militares marcaram reunião por meio das redes sociais para decidir os próximos passos do movimento.

Frota de ônibus

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) informou na noite desta terça-feira (18), que o serviço de transporte está ocorrendo normalmente em Fortaleza. 

"Não há nenhuma espécie de redução de serviço programado ou recolhimento de frota", esclareceu o Sindiônibus.

(Diário do Nordeste)


Policiais civis não aderem à paralisação, diz sindicato da categoria

"As delegacias estão funcionando normalmente, bem como os serviços de investigação", diz o comunicado.

O Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpol-CE), em nota, comunica que não aderiu ao movimento reivindicatório de policiais e bombeiros que, na noite desta terça-feira, 18, dá indícios de que devem paralisar atividades. Agentes de segurança estão neste momento concentrados nos arredores do 18º Batalhão da Polícia Militar (18º BPM), no bairro Antônio Bezerra. Lideranças afirmam que policiais já estão em movimento progressivo pelo Estado no sentido de cessar as atividades. 
Tony Brito: Presidente do Sinpol/CE

"O Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Ceará informa que não aderiu ao movimento de paralisação iniciado na noite desta terça-feira, 18, em alguns quartéis do Estado. As delegacias estão funcionando normalmente, bem como os serviços de investigação", diz o comunicado. "Os inspetores, escrivães e auxiliares de perícia, todos integrantes da Polícia Civil, estão de sobreaviso e prontos para garantir a segurança da sociedade cearense", pontua. 

Três policiais militares foram presos em flagrante pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar do Ceará (BPChoque) nesta terça-feira durante o ato. Eles secavam pneus de viaturas e usavam balaclavas. São eles "Jardeson Feitosa Tabusa, da Força Tática do BPTur, portando arma da PMCE; Francier Sampaio de Freitas, armado com arma própria, e José Carlos Soares de Morais, ambos do 14o Batalhão (Maracanaú)", diz comunicado da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

(O Povo)