-->

17 de agosto de 2019

MISTÉRIO: Familiares interrompem velório ao suspeitar que morto estaria mexendo no caixão

Os profissionais de saúde, contudo, confirmaram que o homem realmente tinha falecido.
A família de um homem morto na última quinta-feira (15) tomou um susto durante o velório. A mulher do falecido sentiu que a mão dele apertava a dela, e outras testemunhas dizem que o corpo chegou a suar. O caso aconteceu nesta sexta-feira(16), em São Luís do Curu. 

O homem, identificado como Raimundo Bezerra de Sousa, de 61 anos, morreu às 22h da quinta-feira, enquanto era atendido em hospital de Itapipoca. Ele foi internado depois de passar mal na cadeia de Trairi, onde estava preso. 

O corpo chegou a São Luís do Curu para o velório por volta das 8h30 desta sexta-feira (16). Às 11h30, a mulher do morto sentiu a mão dele a apertando. Outras testemunhas também contam que ele levantou alguns centímetros do caixão e o corpo estaria suando. 

Depois de perceber os supostos sinais vitais, a família entrou em contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os profissionais de saúde examinaram o corpo e constataram que ele realmente estava morto. 

Não satisfeitos com a resposta, os familiares ainda levaram o corpo ao Hospital Municipal Antônio Ribeiro da Silva, em São Luís do Curu. O médico realizou mais exames e concluiu que não havia mais sinais vitais. Após o vai e vem, Raimundo Bezerra pôde enfim descansar em paz: por volta das 18h, o corpo dele foi sepultado.

Com informações do DN

Blog; Erivando Lima