-->

29 de janeiro de 2017

Em denuncia de promotores do GAECO Weber passa a responder como réu na operação hora do lanche.

O prefeito de Russas, Raimundo Weber de Araújo (PRB), com autuação na ultima quinta-feira (26) agora é réu em ação civil pública de improbidade administrativa, promovida pelo Ministério Público Federal, junto a 15ª vara federal em Limoeiro do Norte, sendo o desdobramento das investigações da “Operação hora do lanche” que foi desencadeada ainda no segundo semestre de 2015, quando foram efetivadas três prisões temporárias e uma condução coercitiva em Russas, Caucaia e Fortaleza, envolvendo agentes públicos e proprietários de empresas fornecedoras de merenda escolar para a rede municipal de ensino. 
Após as investigações, o resultado foi apresentado pelo Ministério Público Federal em 10 de Junho do ano passado, foram denunciadas 10 pessoas, onde teve até pedido de prisão pelos crimes de fraude em licitações, falsificação de documentos públicos, superfaturamentos de preços, falsidade ideológica, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, sugerido o pedido de improbidade administrativa do atual prefeito Raimundo Weber de Araújo que, segundo o Ministério Público Federal, sabia do esquema. 

 O judiciário aceitou a denúncia formulada pelo Ministério Público, e o denunciado passou à condição de réu e começa a responder a processo judicial.

A decisão é fruto da ação dos promotores do GAECO (Grupo de atuação especial de combate ao crime organizado) denunciam crime de fraude em Russas.

Redação equipe da TV JAGUAR