-->

4 de agosto de 2015

Dupla acusada de matar universitária é condenada a 100 anos de prisão


Dois homens foram condenados a 100 anos de prisão pelos crimes de roubo e latrocínio (roubo seguido de morte) contra a estudante universitária Barbara Rodrigues de Carvalho,21. O crime ocorreu no ano de 2013, no município do Crato (a 504Km de Fortaleza). 

O juiz Renato Belo Vianna Velloso, da 1ª Vara Criminal da Comarca do Crato (a 527 km de Fortaleza), condenou Dione Oliveira David e Ítalo Ferreira da Silva a 100 anos, totalizando as penas.

 Para o magistrado, “não restou dúvida quanto à autoria dos denunciados nos eventos criminosos, em especial diante do reconhecimento formal realizado no curso do processo”.

Segundo o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), o caso foi julgado no último dia 27. O magistrado condenou Dione a 48 anos e oito meses de reclusão. Já o réu Ítalo, foi condenado a 52 anos. Ambos foram condenados pelos crimes de roubo e latrocínio. A pena deve ser cumprida inicialmente em regime fechado. 

O crime
Segundo os autos (n° 33690-08.2013.8.06.0071), no dia 2 de agosto de 2013, após cometerem vários roubos no bairro Mauriti, naquele município, a dupla atacou uma mulher e tomou o aparelho celular dela. 

Na ocasião, uma amiga da vítima viu a ação criminosa e gritou. Com a reação da moça, Ítalo disparou um tiro contra ela, que não resistiu. Em defesa, os dois acusados negaram o crime. Ítalo alegou que o reconhecimento foi feito de forma precária. Já Dione disse que não foi reconhecido pelas testemunha.

O Povo Online