-->

6 de agosto de 2014

Quadrilha que matou cearense espancado é presa no Piauí

A quadrilha que matou um taxista cearense  durante um espancamento no dia 4 de julho, no Jardim América,  foi presa na madrugada desta quarta-feira (6), no Piauí.
Um dos suspeitos foi detido em flagrante, mas as investigações da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apontaram para outros três envolvidos que estariam envolvidos na ação delituosa.
De acordo com o delegado Ricardo Romagnolli, a vitima, José Airton Rodrigues Almeida, 51, foi até um bar no dia do crime e teria conversado com a namorada de um dos suspeitos,Jobson Marinho Félix, 24.
A conversa não agradou Jobson, que agrediu o taxista ainda no bar. José Airton ainda pediu desculpas e foi para casa. Mas o suspeito resolveu seguir o homem de 21 anos com mais três amigos.
Testemunhas disseram à Polícia que José Airton chegava em casa quando foi abordado pelo grupo e foi brutalmente espancado. Os homens de idades entre 24 e 33 anos agrediram o taxista com chutes na cabeça e no rosto. A vitima foi encaminhada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.
No primeiro momento, a DHPP realizou a prisão de Jobson, mas os outros homens fugiram e a Polícia teve acesso à informações de que o trio estava em Campo Maior, no Estado do Piauí.
A DHPP, em parceria com a delegacia da localidade, cumpriu o mandado de prisão preventivo deAlandemberg Marinho da Cunha, 26, Marcos Venícios Bezerra Melo, 24, e Carlos Eduardo da Silva Marinho, 33.
Todos serão indiciados por homicídio qualificado.


Fonte: Diário do Nordeste