-->

28 de maio de 2014

PT define palanques estaduais e programa de governo no dia 20

O diretório nacional do Partido dos Trabalhadores passará um “pente fino” e ajustará os palanques estaduais da candidatura de reeleição da presidente Dilma Rousseff no dia 20 de junho, informa o vice-presidente nacional do partido, deputado federal José Guimarães (CE). O acerto final acontece um dia antes da convenção nacional que apresentará a candidatura de reeleição da presidente Dilma Rousseff.

“Nós, do Ceará, teremos uma presença forte nesta convenção nacional do dia 21. Estamos mobilizando o partido e dialogando com os movimentos sociais porque entedemos que este é o caminho para a nossa vitória”, declarou Guimarães em entrevista de rádio.


Nós, do Ceará, teremos uma presença forte nesta convenção nacional do dia 21. Estamos mobilizando o partido e dialogando com os movimentos sociais porque entedemos que este é o caminho para a nossa vitória”, declarou Guimarães em entrevista de rádio.

São dadas como certas as candidaturas de governador de Alexandre Padilha, em São Paulo, Fernando Pimentel, em Minas Gerais, Lindemberg Farias, no Rio de Janeiro, Gleisi Hoffman, no Paraná, e Tarso Genro, no Rio Grande do Sul. Na Bahia, Jaques Wagner buscará a eleição do deputado Rui Costa para sucedê-lo no governo estadual e, no Piauí, o senador Wellington Dias representará a oposição na corrida eleitoral ao Palácio Karnak.

No estados em que não dispuser de candidaturas competitivas para governador, uma resolução do PT nacional autoriza que os diretórios estaduais indiquem nomes para disputa pela vaga de senador. No Ceará e em Pernambuco, os encontros estaduais de Tática Eleitoral indicaram o nome do deputado federal José Guimarães e do ex-prefeito e deputado federal João Paulo (PE) para Casa Revisora.


A estratégia petista, segundo o presidente do PT Ceará, De Assis Diniz, é disputar “hegemonia no Congresso Nacional e consolidar o projeto político iniciado pelo ex-presidente Lula”. “Além disso, estamos apresentando nomes fortes na disputa pelas vagas na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa”, completa.

Segundo declaração de Guimarães, o PT cearense irá trabalhar “até o último momento” para viabilizar a união entre PT, Pros e PMDB. Atualmente, o governador Cid Gomes (Pros) e o senador Eunício Oliveira (PMDB) se movimentam em lado opostos na corrida pela vaga no Palácio da Abolição.






Fonte: Ceará News 7